Ela veio para me enforcar?

Ela veio para me enforcar?

Dos fantasmas mais estranhos que já vi, isto me ocorreu ontem, espero que tenha sido apenas um pesadelo, caso contrário algo muito ruim está a me perseguir, descobri recentemente uma grave doença em minha visão e isto nunca me ocorreu, faço todos os tratamentos possíveis, mais a depressão e a falta de perspectiva de futuro me confundem, me deixam triste.

Não é a primeira tentativa de algo assim me atacar na penumbra da noite deste quarto solitário, as vezes algo me olha pela janela, parece ser uma mulher pelos longos cabelos e o mais estranho, parece usar um capacete destes de motoqueiro, eu sei não faz muito sentido, mais é exatamente assim, vestido de roupas escuras, e anoite a unica coisa que consigo visualizar é o reflexo da luz em seu capacete, não sei muito bem se esta de branco ou preto, tento me mover mais o medo me domina, tenho a impressão de estar flutuando, rodando pela quarta dimensão aquela em que não se esta acordado nem dormindo, aquele meio do caminho sabe, muito intenso é a briga para tirar as mãos deste ser do meu pescoço, a única opção… rodar e rodar, neste momento me sinto como se houvesse uma corrente em minhas mãos, alguma corda bem grossa com um peso no fundo, e rodo para afastar o ser, mais ela é forte e continua a tentar me agarrar, continua a pegar meu pescoço, tomo coragem e abro os olhos novamente, infelizmente meu problema de visão não me deixa ver claramente, será que estou ficando louco, isso é um pesadelo, quem é esta mulher?

minhas lutas para conseguir dormir estão cada vez piores, acordo a todo momento e não descanso direito, no dia seguinte sinto a presença de algo nefasto tentando me trazer recordações tristes de tudo o que não deu certo na minha vida, de todas as pessoas que magoei e principalmente das coisas que eu poderia ter feito e não fiz quando tinha saúde e todas as minhas funcionalidades, espero que tudo fique bem e que nunca mais eu abra os olhos de madrugada e a única coisa refletindo e minha visão ruim seja este maldito capacete enquanto novamente tento tirar as mãos do ser de meu pescoço.

Comentários
Categoria: Conto
Próximo post
The Poughkeepsie Tapes
Post anterior
Amityville: O Despertar
Menu